0
in India

Armour set CHAR AINA and BAZU-BAND, Chest protection and hands and forearm protection

17th century

India – probably Lahore (Pakistan)

Steel, gold, iron, velvet, taffeta and linen tow.

height 34,30 x width. 25,4 cm (large sheet).

The Char Aina is a metal protection for the torso, made of four sheets. Straps and belts allow its connection and adjustment to the body.

The Bazu-Band is the metallic protection for the hands and forearms.

This Indian set, which probably originates from Lahore in the early 17th century, includes three sheets of the Char Aina – incomplete, and a pair of hand and forearm protections which still keep their original lining, of red velvet, and the back mail. These are completely made of steel, with decorations engraved and inlayed in gold in the koftgari style, on the edge and accompanying the shape of the pieces. The Char Aina displays a flowery damask, and the Bazu-Band displays a motif of palms and frames, which are filled with palm and interlacing design motifs.

The set was donated in 1880 to an American High School, where it was displayed up to 1999. On this year, during a renovation of the premises, it was sold, and was eventually purchased by the collector Anthony Tirri, from Florida, and it illustrates the book this collector has written on Islamic Weapons.

This piece comes therefore from the Tirri collection.

Bibl.: Tirry 2003, pp. 223-35, fig. 162-261; Cameron Stone, 1999, pp. 176/107, fig. 218/140

Conjunto de armadura CHAR AINA e BAZU-BAND, Protecção peitoral e Protecção de mãos e antebraços

séc. XVII

Índia – provavelmente Lahore (no actual Paquistão)

Aço, ouro, ferro, veludo, tafetá e estopa de linho

alt. 34,30 x larg. 25,4 cm (placa grande).

A Char Aina é uma protecção metálica para o tronco, constituída por quatro placas que o cobrem. Alças e correias permitem a sua interligação e ajuste ao corpo.

O Bazu-Band, é a protecção metálica para as mãos e antebraço.

Este conjunto indiano, com provável origem em Lahore e igual critério de probabilidade para a sua datação, apontada para o início do século XVII, inclui três placas da Char Aina – incompleta, e um par de protecções para as mãos e antebraços que conservam o seu forro original, de veludo vermelho, e a malha das costas. São totalmente realizados em aço, com decoração gravada e incrustada a ouro em koftgari, limitada à periferia e a acompanhar a forma das peças. Na Char Aina destaca-se um damasquinado de flores, e no Bazu-Band predominam as palmetas e as molduras, preenchidas por motivos contínuos de duplas palmas e de entrelaços.

O conjunto foi doado em 1880, a uma Escola Superior dos Estados Unidos e alí se manteve exposto num painel até 1999. Ano, em que ao efectuarem-se obras de remodelação na Escola, é vendido e chega até ao coleccionador Anthony Tirri, da Flórida, ilustrando o livro que este escreve sobre Armas Islâmicas.

É desta colecção a sua proveniência.

Bibl.: Tirry 2003, pp. 223-35, fig. 162-261; Cameron Stone, 1999, pp. 176/107, fig. 218/140

Click to share thisClick to share this