0
in India

PESH-KABS, Dagger

ca. 1676 – 1725

India, Rajasthan – Mughal Period (1526-1858)

Steel, Gold, Silver

Full Length: 48 cm; Blade Length: 26 cm

The Pesh-Kabs is a type of dagger used in Persia (now Iran). In Northeast India it is called Karud. It is also used in Afghanistan, although in larger sizes, in the Khyber Pass where it is known as Khyber knife.

The main characteristic of the Pesh-Kabs is the format of its blade, with a T shaped section and quite wide near the hilt’s base. From here it becomes suddenly thinner ending up in a very fine tip. It has no guard in the hilt.

It was used to pierce through chainmail.

This particular one shows a watered steel blade, with a simple edge, with engraved floral motifs covered in gold. In the top of the wider part of the non-edged side it has an inscription.

The hilt is made in engraved silver with its entire surface filled with a floral theme, in the centre of which a motif incrusted in gold stands out. On the side there is, in continuity with the non-edged side of the dagger, a decoration with frond motifs.

According to the reading of Davinder Singh, the inscription reads: Sri Ganokaar Singh Ji Ri, meaning that Ganokaar Singh is the name o the dagger’s owner, while Sri and Ji are terms of address.

The scabbard is original, in leather and with mounts in pierced silver chiselled with frond motifs.

Bibl.: Cameron Stone, 1999, p. 493, fig. 493, fig. 631/2

PESH-KABS, Adaga

ca. 1676 – 1725

Índia, Rajastão - período Mogol (1526-1858)

Aço, ouro, prata

comp. total: 48 cm; comp. lâmina: 26 cm

O Pesh-Kabs é um tipo de adaga usada na Pérsia (actual Irão), e no Nordeste da Índia, onde é designado por Karud. Também é utilizada no Afganistão, na passagem Kyber, embora aqui surja com maiores dimensões, sendo conhecida por Faca Kyber.

A principal característica do Pesh-Kabs está no formato da lâmina, de secção em “T” e bastante larga junto à base do punho. Daqui, repentinamente adelgaça até terminar numa ponta finíssima. Não apresenta guardas no punho.

Era usado para perfurar cotas de malha.

O presente exemplar, mostra uma lâmina em aço damasquino, de gume simples, com motivos florais gravados, revestidos a ouro. Na parte superior, mais larga do contra gume, ostenta uma inscrição.

O punho está construído em prata gravada, a preencher toda a superfície com uma decoração de tema floral, no centro do qual, se destaca um motivo incrustado a ouro. Lateralmente, surge na continuidade do contra gume da adaga, uma decoração com motivos vegetalistas.

Segundo a leitura de Davinder Singh, pode ler-se na inscrição: Sri Ganokaar Singh Ji Ri. Este, afirma que Ganokaar Singh é o nome do proprietário, enquanto Sri e Ji Ri são termos de tratamento pessoal. A bainha é a original, em couro e com aplicações em prata, vazada e cinzelada, com motivos vegetalistas.

Bibl.: Cameron Stone, 1999, p. 493, fig. 493, fig. 631/2

Click to share thisClick to share this